15 de abr de 2013

Fotógrafo registra rotina de 3 crianças albinas filhas de pais negros

O albinismo é provocado por uma condição genética que diminui muito a produção de melanina. Conheça mais sobre o assunto aqui.




O que é melanina? Se você está entre aqueles que já ouviram falar disso por aí, mas não faz ideia do que se trata, fique atento a esta explicação simples: melanina é um pigmento natural que, no corpo humano, é responsável pela coloração e proteção da pele, dos olhos e do cabelo.
É por causa da melanina que você consegue ir à praia e não ter problemas com a grande quantidade de luz – tanto aquela que chega até seu corpo como a que reflete nas areias brancas. A coloração do seu cabelo, dos cílios e sobrancelhas só existe porque a melanina está presente.
E o que acontece se alguém não tiver essa substância? Existem pessoas sem melanina? Existem. A maioria delas sofre de uma condição chamada albinismo. São pessoas com a pele extremamente clara, olhos muito sensíveis e cabelos de coloração quase branca. Elas precisam de cuidados especiais, principalmente quando o assunto é a exposição à luz do dia.

Cotidiano


O fotógrafo Alexandre Severo passou alguns dias com uma família nordestina brasileira, a qual é composta por pais negros e cinco filhos, sendo dois negros e três albinos.
O albinismo, nesse caso, apareceu devido à combinação genética dos pais, que são heterozigotos, ou seja, possuem pares de genes que apresentam genes diferentes um do outro. Essa foi a explicação dada por Valdir Balbino, professor do Departamento de Genética da Universidade Federal de Pernambuco.
Ele explica também o que muita gente pode ter problema para entender: como é possível que pais negros tenham filhos “brancos”? De acordo com ele, “pelo caso apresentado, se os pais são negros, os meninos são tão negros quanto eles. Etnicamente e geneticamente. Só não produzem melanina”.

Ajuda


O site Hypeness publicou uma sessão de fotos feitas por Alexandre Severo, que acompanhou a rotina dessa família. A ideia é tentar ajudar a família, que tem dificuldades para comprar o protetor solar ideal para os filhos – custa R$ 96 e acaba em três semanas.
Enquanto não podem usar o protetor para sair ao sol, as crianças se escondem em casa. Confira abaixo algumas das fotos feitas por Severo.

Correr em um dia ensolarado é perigoso



Família reunida



Proteção para ir à escola




Fontes: Megacurioso, Hypeness