10 de jun de 2013

Vagão exclusivo para mulheres e deficientes começa dia 1º no metrô do DF

Medida vale a partir de 1º de julho, nos horários de pico. 


O Metrô-DF não soube informar como a fiscalização será feitaDivulgação

A partir de julho, um dos vagões do metrô será exclusivo para mulheres e deficientes físicos. A medida estará em caráter experimental.     
Há quase um ano foi aprovado na CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal) a Lei 4.848, que destina espaços exclusivos para o público do sexo feminino e portadores de necessidades especiais no sistema metroviário.   
A exclusividade será de segunda à sexta-feira, nos horários de pico:
  • pela manhã, entre 6h e 8h45
  • à tarde, e entre 16h e 20h15.
Aos sábados, domingos e feriados o esquema normal,  não haverá vagão exclusivo. 

(Foto: TV Globo/Reprodução)
Para diferenciar dos outros , o vagão exclusivo será cor rosa para ser diferenciado dos demais e facilitar a identificação por parte dos passageiros. A ideia do Metrô-DF é que o primeiro vagão de cada trem seja reservado exclusivamente para atender as usuárias e os portadores de necessidades especiais.      

A proposta que cria o vagão exclusivo começou a tramitar na Câmara em fevereiro de 2011 e foi aprovada em julho de 2012, mesmo mês em que foi sancionada pelo governador Agnelo Queiroz. Mas o Palácio do Buriti vetou o trecho da lei que estabelecia prazo de 30 dias para os vagões exclusivos entrarem em funcionamento.    

O Metrô-DF não soube informar como será feita a fiscalização para assegurar que o espaço seja realmente usado apenas por mulheres.  
As mulheres acompanhadas de crianças do sexo masculino que tenham de até 6 anos de idade, poderão levar as crianças no vagão exclusivo.

Por Redação Jornal DF Brasil  / Com informações do G1 e R7.