24 de mai de 2013

Universitária com Down se forma em Biologia: quer se especializar em genética

Conquistense é a primeira com Síndrome de Down a concluir curso superior na Bahia

“Sonhar é preciso. É só acreditar que um dia o sonho se transforma em realidade”.
A frase está no convite de formatura de Amanda Amaral Lopes, de 24 anos, a primeira jovem com Síndrome de Down da Bahia a concluir um curso de nível superior.
Superando preconceitos e com o apoio da família, ela venceu mais uma etapa: colou grau nesta quinta-feira (23), em Vitória da Conquista, na Bahia.
E Amanda, que agora é diplomada em Biologia, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), já faz planos para o futuro.
“O que quero é atuar na área de pesquisa científica, me especializar em genética”. Determinada e bastante focada na sua profissão, a jovem promete alçar voos mais altos.
“Sonho em trabalhar com Zan Mustacchi”, revela, referindo-se a um dos médicos geneticistas mais reconhecidos no Brasil e que atende pacientes com down há mais de 30 anos.
Amanda, a futura bióloga, que também já sofreu e ainda sofre preconceitos, diz que o importante é nunca desistir de seus objetivos.
“Se você ouvir um não, deve sempre seguir em frente”. É sinal de que outras brilhantes conquistas ainda estão por vir.
Com informações do blog do Anderson.